Arquivo

Archive for the ‘Organizações’ Category

Consórcio vence Leilão de Libra com proposta única

O consórcio formado por Petrobras, as chinesas CNOOC e CNPC, a francesa Total e a Shell Brasil apresentou o único lance e venceu o leilão de Libra, encerrado no Hotel Windsor, no Rio de Janeiro. Foi apresentada oferta de óleo-lucro ao governo de 41,65%, o mínimo determinado no edital.

O consórcio ganha o direito de explorar a área de Libra, a maior do pré-sal, por 35 anos, período no qual podem ser investidos até US$ 181 bilhões. O contrato deve ser assinado com o governo no próximo mês, tornando o consórcio apto a começar imediatamente a pesquisa e exploração da área de mais de 1,5 mil km2 na Bacia de Santos.

Área de Libra tem potencial estimado entre 8 bilhões e 12 bilhões de barris de petróleo Foto: Agência Petrobras / Divulgação

Área de Libra tem potencial estimado entre 8 bilhões e 12 bilhões de barris de petróleo
Foto: Agência Petrobras / Divulgação

Com o leilão do Campo de Libra, na Bacia de Campos, o Brasil aposta em combustíveis fósseis e poderá figurar entre os maiores emissores de CO2 do mundo. Muitos comemoram os investimentos que entram no país e que podem ajudar a equilibrar as finanças da estatal Petrobras e, ainda, financiar educação e saúde, por exemplo. No entanto, um olhar mais atento revela que não são apenas bons resultados que renderão deste dinheiro.

A decisão brasileira de explorar as reservas de petróleo do Campo de Libra resultará na emissão de até 5 bilhões de toneladas de CO2, o equivalente a mais de três anos das emissões totais nacionais de gases de efeito estufa.

Considerando os números totais estimados para as reservas do pré-sal – 80 bilhões de barris – a queima de todo o óleo será responsável pela emissão de 35 bilhões de toneladas de CO2 durante um prazo de 40 anos, mantendo o Brasil entre os dez maiores emissores mundiais. Para que o país consiga cumprir suas metas nacionais da Política Nacional de Mudanças Climáticas (PNMC) e os objetivos de mitigação das mudanças climáticas, o petróleo do pré-sal deveria permanecer intocado.

Além dos riscos climáticos, a plena exploração comercial da região do pré-sal demanda respostas a desafios técnicos e logísticos de extrema complexidade. Este é um questionamento frequente em relação ao pré-sal brasileiro e que ainda não foi respondido uma vez que o país segue sem um Plano Nacional de Contingência, que deve estabelecer as medidas necessárias a serem tomadas em caso de vazamentos. Ainda, o Brasil opera com tecnologia do passado, já que aproximadamente uma a cada três plataformas atualmente em operação no Brasil foram construídas há 30 anos ou mais e representam maior probabilidade de vazamentos.

Com um potencial abundante de geração renovável como eólica, solar e biomassa, o Brasil perde a chance de inovar e deixa de se posicionar como uma das economias mais sustentáveis e limpas do planeta. O relatório [R]evolução Energética mostra que o país pode reduzir a participação fóssil de sua matriz em 50% até 2050, economizando cerca de R$28,4 bi por ano até lá apenas no setor elétrico.

O campo de Libra é a principal descoberta já feita no Brasil e a maior oferta de um reservatório de petróleo já feita no mundo. O leilão e o modelo de partilha foram planejados para fortalecer a Petrobras, mas desde a descoberta do pré-sal, em 2007, parece que o inverso tem acontecido. A estatal petroleira se endividou ainda mais – um salto de R$49 bi para R$ 176 – e seu valor de mercado despencou 34%.

Além disso, os cofres da Petrobras vem sendo penalizados com o congelamento dos preços da gasolina para controlar a inflação no país. Não só o balanço financeiro de uma das empresas mais importantes do país é prejudicado com os preços fixos da gasolina, como também o setor de biocombustíveis, fundamental para o cumprimento da PNMC. O etanol já teve sua produção impactada nos últimos anos e tem se tornado progressivamente menos competitivo nos postos de abastecimento em relação à gasolina.

“Infelizmente, o governo investe uma enormidade de recursos em uma exploração arriscada do ponto de vista técnico e econômico e altamente danosa para o clima”, afirmou Ricardo Baitelo, coordenador da Campanha de Clima e Energia do Greenpeace Brasil. “Estamos hipotecando 70% de todo o nosso investimento na área de energia em um único nicho que, se malograr, prejudicará toda a capacidade produtiva do país, com graves consequências”, continuou Baitelo.

imagem1

 

imagem2

 

fonte: greenpeace, ag.rbs

Google adquire a Makani – start-up voltada para produção de energia eólica

A Google acaba de comprar a Makani Power, start-up voltada para produção de energia eólica a partir de turbinas voadoras. A Makani agora faz parte do Google X laboratório de tecnologias avançadas da companhia.
A Makani, empresa com sede na Califórnia, vinha desenvolvendo turbinas eólicas no ar com o apoio do Google e do Departamento de Energia dos EUA. De acordo com alguns especialistas na área,ela é atualmente a líder mundial no desenvolvimento de sistemas de extração de energia eólica no ar .
images
  A Makani trabalha com turbinas voadoras que, quando atingidas pelo vento, conseguem alçar voos de 250 a 600 metros. A companhia garante que esse método é mais eficiente e consome menos materiais do que as tradicionais turbinas fixas no chão.
Através de seu site, a Makani divulgou um comunicado afirmando que a aquisição dará à companhia “os recursos necessários para acelerar nosso objetivo de tornar o custo da energia eólica competitivo em relação ao dos combustíveis fósseis.”
O laboratório Google X, que a Makani fará parte, ainda é um projeto misterioso. Mas sabe-se que lá foram desenvolvidos o Google Glass e onde estão sendo projetados carros que dirigem sozinhos.

BIOPOLITICAS: Um Convite para Pensar

BIOPOLÍTICA
Um caderno da Fundação Heinrich Böll sobre biopolítica? – Por que fazer um caderno sobre biopolítica?
Trata-se, na realidade, de um convite para pensar. E, para isso, propomos criar um tempo próprio para momentos de reflexão sobre temas que dizem respeito à nossa civilização e ao nosso futuro. Devemos compreender as grandes mudanças ocorridas na história da Humanidade dos pontos de vista econômico, social, ético, político e cultural, e enfrentar nossas dúvidas ou tomar posição quanto a ser este o mundo que queremos. Neste mundo, a natureza, todos os seres vivos e o conhecimento tornaram-se comerciáveis e a vida, em seus íntimos componentes, corre o risco de passar a ser propriedade privada.
» Leia a caderno aqui
Categorias:Organizações

ATIVISMO: ANGRA GAÚCHA NÃO !!!!

Há alguns dias, postei aqui um alerta sobre rumores de uma “Angra gaúcha”…. Pois bem, o GREENPEACE/POA fará uma manifestação sobre o assunto no próximo dia 10, às 16h no Monumento do Expedicionário (nossa versão de  “Arco do Triunfo” no Parque Farroupilha).

Compareçam e informem-se sobre o tema Energia Nuclear que está tomando forma aqui no RS….

WWF: VOCE PRECISA QUE A NATUREZA VIVA

Pra viver você precisa que a natureza também viva. CUIDAR DA NATUREZA É CUIDAR DA VIDA.  Notícias especialmente selecionadas para você, que ajuda o WWF-Brasil.

CUIDAR DA NATUREZA É CUIDAR DA VIDA. Junte-se ao novo movimento do WWF-Brasil. E confirme a importância da natureza.

O que você precisa pra viver?

 

No inicio de setembro, fizemos esta pergunta à sociedade
brasileira. Queríamos que cada um pensasse no que é mais importante para si mesmo – e
para não influenciar as respostas, não contamos para ninguém que era o WWF-Brasil que
perguntava.
Pra viver, você precisa que a natureza também viva. Esta é a única resposta correta, e
começamos a revelá-la hoje. Ao mesmo tempo em que iniciamos um movimento para manter
vivo aquilo que nos permite viver: a natureza. Queremos lembrar às pessoas que tudo –
absolutamente tudo – que sustenta a nossa existência, vem, direta ou indiretamente, da
natureza.
O WWF-Brasil defende uma forte meta: contribuir para que a sociedade brasileira atinja o
desmatamento zero em todos os biomas até 2015.
Para isso, criamos o site www.wwf.org.br/cuidardanatureza com animações, mapas,
ilustrações, fotos, redes sociais, vídeos e tudo o que você precisa saber sobre a relação
entre a natureza e a nossa qualidade de vida.
No site, você também irá encontrar uma lista das 10 áreas prioritárias para a criação de
novas unidades de conservação na Amazônia, na Caatinga, no Cerrado, na Mata Atlântica e
no Pantanal. Estamos certos de que a criação de áreas protegidas é uma das medidas mais
eficientes para reverter a situação atual e garantir a conservação e o uso sustentável de
uma parcela significativa da natureza brasileira.
Acesse www.wwf.org.br/cuidardanatureza, conheça o site e repasse para os seus
amigos. Só assim conseguiremos ter cada vez mais gente ao nosso lado – como você já
está. Afinal, o desmatamento zero é uma ambiciosa meta, que só será conquistada com a
mobilização de todos nós.
Obrigada.Denise Hamú Secretária-geral WWF-Brasil
CUIDAR DA NATUREZA É CUIDAR DA VIDA.

 

Concurso de Vídeos da Conexão Mata Atlântica – Envie o seu !

Greenpeace – Você está convidado !

Foto_092010_001

O Greenpeace irá ao Rio Grande do Sul e você está convidado a nos visitar. Em Canoas, no evento “Muda Meu Mundo” do Canoas Shopping, de 23 a 30 de setembro e em Porto Alegre, na Feira BioNat Expo de 24 a 26 de setembro. Haverá exposições, materiais e muita informação. Venha, traga os amigos e a família.
Canoas Shopping – das 10h às 22h e domingo das 14h às 20h
Av. Guilherme Schell, 6750 – Canoas/RS
BioNat Expo – das 9h às 20h
Av. Pres. João Goulart, 551 – Marcílio Dias Porto Alegre – RS

Categorias:ATIVISMO, Organizações