Archive

Archive for setembro \26\UTC 2010

Tampinhas magnéticas

Uma idéia bem original e divertida para reaproveitar as tampinhas de garrafas pet: imãs para geladeira ou para  seu mural magnético.

É muito fácil de fazer:

  • Coloque a cortiça dentro da tampinha;
  • Marque o ponto onde a cortiça fica no nível da borda da tampa;
  • Corte o que sobrou da cortiça com um estilete, serra ou faca;
  • Cole o ímã na cortiça;
  • Cole a cortiça com o imã dentro da tampinha.

Para decorar as tampinhas magnéticas, desenhe as carinhas com um marcador permanente. Ou crie  uma decoração mais pessoal  e desenhe ou cole  adesivos, botões, grãos, e assim por diante.

* To decorate the magnets, stick on wiggly eyes and draw mouths with a marker for a family of smileys. Or you can go with a more feminine décor and draw flowers, stick on stickers, glue on beads, and so on.

Ficam uma gracinha e é uma ótima sugestão de lembrancinha. A ideia eu encontrei no site Sprite Cabane.

Categorias:CURIOSIDADES, RECICLAGEM

DICAS: Fertilizantes naturais

A natureza já não comporta mais tantos resíduos jogados irresponsavelmente nos lixões…

Você acha difícil manter uma composteira dentro de apartamento? Eu também. E o trabalho de juntar os resíduos e cuidar para que não produza cheiro ruim ou atraia insetos? Dá vontade de desistir, não é? Pois bem, estes pequenos contratempos podem ser facilmente contornados.

Se você , como eu, mora  em apartamento e não tem paciência ou vocação para fazer uma composteira caseira, mas  também não quer usar fertilizantes químicos na terra de sua horta e plantas de apartamento, o que fazer?

Uma alternativa bem fácil e limpa para se produzir uma terra mais natural, sem adubos químicos, é utilizar apenas restos de alimentos – excelentes fertilizantes orgânicos – enterrados diretamente nos vasos e canteiros.

A característica principal do lixo orgânico é a decomposição rápida. Assim, é possível obter, em pouco tempo, uma terra úmida e nutritiva, sem trabalho algum, e sua hortinha e plantas de apartamento ficarão mais fortes e bonitas, como as minhas.

Sem cheiro, sem sujeira, sem culpa

A natureza já não comporta tantos resíduos jogados irresponsavelmente  nos lixões, com consequências  terríveis para  o ambiente e para as pessoas que vivem nestes locais. Todos nós podemos e devemos nos responsabilizar por nossos resíduos orgânicos. É nosso dever diminuir a quantidade de lixo descartada no meio ambiente.

Basta um simples ato de enterrar os restos orgânicos para produzir o adubo: casca de ovo, de fruta e de legume; pó de café e saquinho de chá; restos de pão;  óleo vegetal  e o que mais sobrar em sua cozinha.  Só preste atenção para não colocar alimentos gordurosos, frutas cítricas, como laranja e limão, nem sobras de comida temperada, carnes e  nem doces.  Alimentos derivados do leite também não devem ser usados.

Com uma pazinha, ou uma colher de pau, cave em volta da planta e deposite lá os resíduos dos alimentos. Cubra com a terra e regue normalmente.

Se  você produz  muita quantidade de cascas e outras sobras de alimentos, enterre-as em um vaso  ou balde com terra e sem planta alguma (como na foto ao lado), separado exclusivamente para este propósito.

Assim você terá sempre uma terra rica em nutrientes, reservada para plantar novas mudas em outras vasos ou para completar os que precisem de um reforço extra.  Cubra com terra e regue de vez em quando. Sem cheiro, sem insetos, sem trabalho e sem culpa, fazemos nossa parte pelo bem do planeta.

Doe seu lixo às minhocas

A própria natureza se encarrega de fazer tudo sozinha: a decomposição dos restos de alimentos é  feita por microorganismos encontrados nos próprios materiais orgânicos. Sem sujeira, sem cheiro ruim ou insetos. Uma terra preta, úmida, com cheiro característico, fofa e rica em nutrientes, que vão melhorar as propriedades físicas, químicas e bioquímicas do solo para suas plantas de apartamento.

Até minhocas você poderá ver em sua terra adubada, ao revolvê-la. Quando a terra está pronta, você não encontra mais nenhum resto dos alimentos que colocou nela. Essa terra adubada naturalmente  é um excelente repositor de sais minerais e nutrientes para sua horta e plantas de apartamento.

Então, já sabe o que fazer com os restos de comida, as cascas de frutas e legumes, certo? Faça uma doação para as minhocas e para suas plantinhas, que elas vão adorar! Sem nenhum trabalho, sem cheiro, sem insetos, esses seres  minúsculos transformam qualquer matéria orgânica em excelente adubo orgânico, sem agrotóxicos e ecologicamente correto.

E você, o que faz com restos de comidas?

Reaproveita tudo em outras receitas, como sopas, refogados , molhos e sucos, e não deixa restos? Joga tudo no lixo, simplesmente, sem culpa alguma? Joga no lixo, no entanto, encaminha para a reciclagem ou doa para seu vizinho que tem horta ou jardim? Ou faz seu próprio composto orgânico para suas plantas?

É tão simples: doe seu lixo orgânico para as minhocas. Enterre-o. A natureza agradece com flores, hortaliças e lindas plantas, mesmo que você more em apartamento. Faça a sua parte.

Fonte: Ecoblogs

Categorias:ECONOTÍCIAS

RECICLAGEM: Aprenda a fazer uma Estante de Papelão

Com materiais facilmente recicláveis e mais ecológicos do que os móveis de madeira, reaproveitar caixas de papelão para confeccionar estantes, mesas, cadeiras, é dar um destino mais digno para as árvores derrubadas para se obter as tais caixas.

É possível decorar a casa inteira com este material, com tantos móveis disponíveis no mercado, que levam o papelão  como a matéria-prima. E não é difícil montá-los. A única ferramenta necessária são suas mãos e um pouco de criatividade.

E, para quem quiser se aventurar a fazer os seus próprios móveis de papelão, a artista plástica Ana Didi dá a dica:  com uma caixa de TV e  usando as tampas como divisórias,   é fácil criar uma estante do seu jeitinho e na medida certa para tudo. “Há muito tempo que faço móveis de papelão; é fácil, barato, e ecológico… e mais, sem marceneiro dentro de casa!”, brinca ela. E não é que a brincadeira é divertida mesmo?

Arte de Ana_Didi

Olhem o detalhe da lata pendurada!

Segundo a Ana, para fazer uma estante de papelão como esta, não há grandes mistérios:

  • Peguei uma caixa de papelão grande e recortei fora as tampas.
  • Encaixei os pedaços dentro e fiz as prateleiras horizontais, colando primeiro com fita crepe para fixar no lugar.
  • Depois, com pedaços menores de papelão, fiz as divisões verticais.
  • Com tudo fixado no lugar, passo fita gomada em toda ela, reforçando bem as junções.
  • Em seguida, dou um banho de cola branca.
  • Aí, é só pintar a gosto com tinta látex.

Ana conta que, depois de muito tempo fazendo móveis de papelão, descobriu que os franceses fazem muito disso. E deu a dica: na busca por : “meubles en carton” encontramos uma infinidade de móveis confeccionados com papelão.

Os móveis de papelão são muito resistentes e, se bem cuidados, podem ter uma vida útil bem longa. Basta  evitar que o móvel fique exposto ao tempo ou em contato com umidade. Com baixo custo, originalidade, qualidade e muita diversão, é possível ser ecologicamente correto também na hora de decorar nossos próprios espaços!

Experimentem  dar uma olhada nos sites abaixo e inspirem-se:

100t Inteligente
Orika
kartondesign
Returndesign
Pulpo

Fonte: Ecoblogs

Categorias:RECICLAGEM

Vegetarianismo – fatos e preconceitos

 

Saibam que para a alimentação de um homem onívoro, são necessários recursos que alimentariam 20 vegetarianos. Logo, se a humanidade parasse de comer animais e adotasse uma dieta vegetariana,  produziria muito mais alimento para sua sobrevivência, podendo ainda economizar água e diminuir o desmatamento.

O Vegetarianismo como solução econômica

Como chegamos a essa conclusão? Pois saibam que só no Brasil temos um quarto do território ocupado por pastagens com 200 milhões de cabeças de gado destinados ao consumo humano. As pastagens estão hoje instaladas em grandes extensões de terra que já foram mata nativa. Em tudo o mundo 25% dos grãos produzidos são destinados à alimentação do gado.  Só para termos uma idéia, se os EUA reduzisse em 10% o consumo de carne, os grãos poupados alimentariam 60 milhões de pessoas. Se falarmos na água, um bem raro e precioso, veríamos que, no Brasil, são necessários 43 mil litros para a produção de um quilo de carne e apenas 2 mil litros para um quilo de soja.

O vegetarianismo não é, então, apenas uma questão ética. O vegetarianismo está ligado à própria sobrevivência da humanidade no planeta Terra.

O Brasil tem 32 milhões de pessoas passando fome, porém produz em alimentos 1,5 quadrilhão de calorias a mais que o necessário para alimentar sua população. Essas calorias estão perdidas na má distribuição de riquezas, característica da economia brasileira. Por conta de uma cultura carnívora, onde se aprende que comer carne é o normal, e do mito que diz ser o vegetariano um ser mais “fraco” grande parte da população perde-se em uma dieta de bife, arroz, feijão e batata frita acreditando estar bem alimentado. Na verdade, essa  pessoa pode estar subnutrida. Isso, na melhor das hipóteses, já que não falamos da grande oferta dos fast foods do mundo “moderno”. Quem se alerta para o problema e procura uma vida com menos riscos alimentares, tem buscado como alternativa os produtos ditos saudáveis que vendem a cada ano 15% a mais.

O mito do vegetariano “fraquinho”

Os nutricionistas atestam que viver sem carne é perfeitamente possível e que uma dieta vegetariana pode ser tão boa ou melhor que uma dieta carnívora. Toda dieta, vegetariana ou carnívora, precisa ser equilibrada. O onívoro precisa  comer vegetais, saladas e leguminosas variadas. E a carne pode ser perfeitamente substituída por outros alimentos – o que existe é um grande preconceito a respeito do assunto, que, aliado a uma questão cultural, acaba criando a imagem do vegetariano “fraquinho”.

Como toda a dieta, também na vegetariana precisamos pensar no equilíbrio. As as vitaminas B12 e D3, por exemplo, que só são encontradas em alimentos de origem animal precisam de suplementação. A B12 existe na forma sintética, em comprimidos, e a D3 pode ser assimilada pelo organismo simplesmente tomando sol. Para os veganos e crianças em fase de crescimento, é necessário um cuidado extra com relação ao cálcio, que pode ser facilmente encontrado em suplementos.

Por isso, quando se diz que a dieta vegetariana é melhor e que os homens deveriam repensar seu modo de vida, não estamos falando de modismos…Acredite, é perfeitamente possível viver sem carne – você ganha em saúde, respeita o ecossistema e a vida dos animais. O resto é preconceito.

 

 

 

Categorias:COLUNAS

REPENSE e RECUSE

Repense

Qual a real necessidade da compra?  Tem alternativa? Dá para reusar? É mesmo reciclável? Tem o símbolo da reciclagem?  Se for comestível, quero mesmo comer a comida após a reação com o plástico (ex: cafezinho)?  Preciso mesmo mesmo MESMO?

Recuse

                              O consumidor tem altos poderes, não tem aquela sentença o cliente tem sempre a razão?  Um exemplo é o requeijão. Se você optar por comprar algo em vidro ao invés de plástico, uma roupa de fibra natural ao sintético; comida natural ao fast food, orgânicos ao agrotóxicos …ou seja,  a demanda do consumidor faz o mercado…E obviamente, nós temos a nossa parte.

Mas às vezes não tem jeito…então, interessante é buscar uma cooperativa perto de onde você se encontra ou… vai ai uma lista básica de ONDE RECICLAR:

Onde reciclar o TETRAPAK?

Onde reciclar Pilhas e Baterias?

Onde reciclar oleo de cozinha usado?

 

Fonte: páginas verdes.org

Categorias:ATIVISMO, RECICLAGEM

Receita: Repelente natural para mosquitos

  Vai acampar final de semana?   Então olha aí uma dica de repelente “caseiro” para mosquitos:

Esta receita foi passada por pessoas de uma colônia de pescadores de Muriquí que nunca tiveram dengue ou ‘afins’. O excelente é que não intoxica; pode ser usado à vontade. Divulguem esta receita para seus amigos e parentes!!!!!!

Repelente caseiro, atóxico e natural:
– 1 garrafa de álcool;
– meio vidrinho de óleo Johnson, ou óleo para bebê, para não
  desidratar a pele;
– 1 pacote de cravo (mais ou menos 30 cravos) da Índia em infusão por
  algumas horas.

Torna-se um excelente repelente caseiro!!!!!

Os pescadores há muito já conhecem esta mistura, usam sempre em suas noites de pescaria para evitar picadas de insetos.

 

fonte: paginas verdes.org

Categorias:ECONOTÍCIAS

ATIVISMO: MANIFESTAÇÃO CONTRA A EXPOSIÇÃO DOS URUBUS NA BIENAL!!!


LOCAL DE ENCONTRO: PORTÃO 1 DO IBIRAPUERA DAS 9H00 A 9H30

PRA DEPOIS IRMOS JUNTOS PARA O PAVILHÃO 3!

CARTAZES, ROUPAS PRETAS E TUDO O QUE MAIS AJUDAR !!!!!!!!!!
DISK PERDIDOS – J. CARLOS 11- 6695-1506