Início > Uncategorized > COP 15 – Glossário

COP 15 – Glossário

 

unite.for.climate.logo_161px wide

 

Veja alguns dos conceitos e expressões-chave essenciais para entender melhor as negociações do clima em Copenhague:

Adaptação
A preparação de todos os países do mundo _ em especial os pobres, que são mais vulneráveis _ para lidar com os impactos do aquecimento global. São investimentos de infra-estrutura, recursos, tecnologia e capacidade.

Anexo I e Não-Anexo I
Nomenclatura derivada da Convenção do Clima. Anexo I é relação dos países que assumiram compromissos de reduzir emissões _ basicamente, são os países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Os "países não-anexo I" são aqueles que não se comprometeram em cortar emissões _ os chamados países em desenvolvimento.

Aquecimento global (selinho)
Elevação da temperatura média da Terra causada pelo aumento das concentrações, na atmosfera, dos chamados gases do efeito estufa nos últimos cem anos.

Céticos
Grupo de pesquisadores que não acredita na existência do aquecimento global, em sua gravidade ou na culpa do homem.

Combustíveis fósseis
Recursos naturais não renováveis, usados para gerar energia e movimentar motores de máquinas e veículos. Entre os principais, estão gasolina, óleo diesel, gás natural e carvão. A queima desses combustíveis é a principal fonte de emissões de gases do efeito estufa.

Convenção do Clima
Também chamada de Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (UNFCCC). Acordo multilateral voluntário assinado na Rio-92, com vistas à redução de emissões de gases do efeito estufa a níveis de 1990.

COP
A Conferência das Partes (COP) é o órgão máximo da Convenção do Clima, composta pelos países que a ratificaram e responsável pela sua implementação. A primeira reunião, COP1, foi realizada em 1995 em Berlim. Durante a terceira (COP3), foi decidido o Protocolo de Kyoto.

Créditos de carbono
Funcionam como uma moeda ambiental que pode ser comercializada para países que necessitem reduzir suas emissões.

Energias renováveis

São fontes inesgotáveis e pouco poluentes de energia obtidas da natureza, como solar, eólica, hídrica e geotérmica.

Gases de efeito estufa (GEE)
Gases que alteram as características da atmosfera, fazendo com que o calor fique concentrado como em uma estufa _ por isso, a expressão "efeito estufa". Entre eles estão: dióxido de carbono (CO2), metano (CH4), óxido nitroso (N2O), hexafluoreto de enxofre (SF2), além de duas famílias de gases, os hirofluorcarbonos (HFCs) e os perfluorcaronos (PFCs).

G77
O grupo dos países em desenvolvimento, fundado há mais de quatro décadas para defender os direitos das nações pobres. Hoje o número já cresceu para 132. Brasil, China e Índia são os expoentes.

IPCC

O Painel Intergovernamental sobres Mudanças Climáticas (em inglês, Intergovernmental Panel on Climate Change) é um órgão científico fundado pelas Nações Unidas em 1988. Faz relatórios anuais sobre as pesquisas do clima, examina os efeitos das mudanças climáticas e desenvolve estratégias de combate. Em 2007, ganhou o Prêmio Nobel da Paz com o ex-vice-presidente americano Al Gore.

MDL
O Mecanismo de Desenvolvimento Limpo (MDL) é um dos instrumentos pelo qual os países do Anexo I podem financiar projetos para redução de emissões em países Não-Anexo I, podendo contabilizar esta redução para efeito do cumprimento de suas metas.

Mitigação
Intervenção humana que tem o intuito de reduzir as emissões de gases do efeito estufa, para atenuar as mudanças climáticas ou seus impactos. Quão menor for o esforço na mitigação, maior será a necessidade de adaptação.

Modelos climáticos
Modelos computacionais que tentam replicar de forma matemática o clima na Terra e fazer previsões sobre as alterações climáticas com uma maior concentração de gases do efeito estufa na atmosfera.

Mudanças climáticas
Mudança que possa ser direta ou indiretamente atribuída à atividade humana, que altere a composição da atmosfera mundial e que se some àquela provocada pela variabilidade climática natural observada ao longo de períodos comparáveis.  Não é sinônimo de aquecimento global.

Protocolo de Kyoto
Instrumento jurídico complementar e vinculado à Convenção do Clima, que estabelece compromissos de limitação ou redução de gases de efeito estufa para os países listados.

REDD
Sigla para Redução de Emissões por Desmatamento e Degradação. É um mecanismo de compensação financeira para os países em desenvolvimento ou comunidades desses países pela preservação de suas florestas. Será uma das principais discussões relacionadas ao Brasil na COP15.

UNFCCC
Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (UNFCCC). Vide "Convenção do clima".

Fontes: Fórum Brasileiro de Mudanças Climáticas e Portal sobre Mudanças da Agência de Notícias dos Direitos da Infância (Andi)

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: